SETE DE SETEMBRO PASSA A SER O DIA ESTADUAL CONTRA A CORRUPÇÃO E IMPUNIDADE

 

No ano passado, os tradicionais desfiles das Forças Armadas em homenagem à independência do Brasil tiveram como concorrentes, em inúmeras cidades por todo país, as passeatas de protestos intituladas Marcha Contra a Corrupção e a Impunidade. No Paraná, não foi diferente, o que motivou o deputado Ney Leprevost a propor a efetivação da data histórica da proclamação da independência como o Dia Estadual Contra a Corrupção e a Impunidade.

A instituição de um dia especial que, para alguns, parece inócua para Leprevost é emblemática e representa o verdadeiro desejo do povo brasileiro. O Brasil só será verdadeiramente independente quando se livrar da praga da corrupção. E foi justamente isto que o povo, espontaneamente, foi pedir nas ruas no último Sete de Setembro. Comemorar esta data com civismo verdadeiro é acabar de vez com a corrupção e a impunidade, resume Ney.

Com apoio da OAB, da Associação Brasileira de Imprensa ABI, e da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil CNBB, o movimento popular espontâneo que defendeu a imediata constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa, a celeridade dos julgamentos de casos de corrupção, a transparência nos gastos públicos e a votação aberta no Congresso Nacional, organizou-se e conclamou através das redes sociais da internet (Facebook, Orkut, etc) a participação da população nas marchas que ocorreram pelo Brasil não somente no Sete de Setembro, como também se repetiram no feriado de 15 de novembro.

Após a aprovação da redação final, o projeto de lei que institui a data de Sete de Setembro como o Dia Estadual Contra a Corrupção e a Impunidade segue para a sanção do Governador Beto Richa e posterior publicação no Diário Oficial do Paraná.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + três =